Archive for Casos de retrocesso

image_pdfimage_print

Como o estado impede o pobre de ter acesso a um sistema de saúde que funcione

  1. Toma muito via imposto do pouco dinheiro que o pobre já tem
    1. Dificulta o pobre a se manter vivo:
      1. Transporte público 52-55% de imposto
      2. 30% mais ou menos sobre luz e água
      3. IPTU no valor aproximado de 1% do valor do imóvel
      4. Altos impostos em cadeia sobre produtos básicos como comida
      5. Encarecimento geral de tudo de subsistencia via altos impostos sobre Diesel/Combustíveis(cerca de 44% de impostos)/Transporte
      6. Burocracia gerais, fazendo o perder horas ou dias de trabalho para resolver inutilidades documentais e de status junto a máfia estatal
  2. Encarecem ou dificultam a existência de um mercado de saúde com livre concorrência e oferta
    1. Burocracia injustificadas em cima de entidades privadas de saúde
    2. Altos impostos em cima de entidades privadas de saúde
    3. Padrões de fiscalização quase impeditivos em ententidades de saúde popular no objetivo de inviabilizar o negócio.
  3. Remédios são encarecidos por várias medidas na cadeia de produção e no fim, ainda um imposto médio acima de 34% em cima de medicamento, afinal, quando vc está doente é onde vc tem mais condição de bancar luxo da elite do pais via imposto.

E pensar que tudo isto é bem pensado e cada vez piorado a cada dia.

Se a miséria acabar, acaba a justificativa dos políticos de existirem com os privilégios que tem. Eis pq se esforçam tanto em ferrar os que na vida buscam crescer.

Combustíveis a base de petróleo no Brasil e a falta de lógica socialista sobre o problema

A racionalidade não implica nescessariamente em lógica. Porém, estatistas vão muito além na forma de pensar para justificar as falhas previsíveis de seu sistema de Força contra pessoas passíficas. Abaixo um exemplo do petróleo e o que é vivido no Brasil nos últimos anos da atual década.

Read more

Como quebrei, onde falhei e o que aprendi – Phoenix

A Phoenix foi uma empresa de software como serviço, com o objetivo de enviar uma mensagem para as pessoas quando o usuário morresse.

Mas quem morreu primeiro foi o aplicativo. Continue lendo este artigo e aprenda com o erro desta startup. Siga o lema:

  • O tolo não aprende nem com o próprio erro
  • O inteligente aprende com o próprio erro
  • O gênio aprende com o erro dos outros.

Leia mais

Ex-estrela da NBA conta em documentário como foi à falência após ganhar R$ 247 milhões

622_129b0880-0515-3185-bc41-ebfd3f96201e

Sabemos da importância de ter um bom planejamento em diversas áreas de nossas vidas. Pois é importante lembrar que após seguir este planejamento e atingir o sucesso, é muito importante criar um bom planejamento financeiro ou não existirá dinheiro suficiente para mantê-lo no patamar desejado.

Inauguramos hoje a seção “Casos de retrocesso“, para que você leitor aprenda com o erro dos outros e não cometa os mesmos erros na sua caminhada rumo ao sucesso.

A seguir, você confere a história de um grande astro da NBA que perdeu tudo o que conquistou.

Leia mais