Tributação baseada em território | Superando obstáculos

Tributação baseada em território

image_pdfimage_print


Há 4 tipos principais de sistemas de taxação fiscais no mundo. Caso queira saber mais sobre estes sistemas, leia em Os principais sistemas fiscais ao redor do mundo.

Neste artigo, iremos tratar em específico da Taxação baseada em Território. Caso queira entender um pouco mais sobre isto, abaixo um descrição mais detalhada.

Ao contrário dos sistemas de tributação residencial, que cobram impostos sobre qualquer pessoa que resida em sua renda mundial, os sistemas tributários territoriais taxam apenas os residentes sobre os rendimentos auferidos no território do país.

Em Cingapura, por exemplo, muitos moradores são expatriados ricos com uma série de investimentos estrangeiros, mas como esses investimentos estão fora de Cingapura, o país não cobra um imposto sobre esses fluxos de renda.

Portanto, se você não ganhar dinheiro dentro das fronteiras de um país de imposto territorial, não precisará pagar impostos.

Países que adotam a taxação territorial

A tributação territorial é um dos sistemas tributários mais comuns, de modo que vários países a utilizam, incluindo Hong Kong e Malásia.

De fato, a maioria dos países do mundo usa uma forma de tributação territorial.

Isenções da taxação territorial

Tal como a tributação residencial, os sistemas fiscais territoriais delineiam claramente o que é e o que não é tributável.

Essencialmente, se você ganhar renda em um país de imposto territorial, você deve pagar imposto sobre essa renda.

Embora esse sistema tributário seja simples na maioria dos casos, ele pode se tornar complicado quando você trabalha para uma empresa offshore enquanto reside em um país fiscal territorial.

Suponha que você mora em um país que usa tributação territorial, mas sua empresa é baseada em outro lugar, e sua empresa lhe paga através de sua conta bancária em um país totalmente diferente. Você tecnicamente não está ganhando esse dinheiro no país do imposto territorial, então você acredita que não precisa pagar impostos lá.

No entanto, como você vivia e trabalhava nesse país, pode acabar pagando impostos, pois estava ganhando dinheiro enquanto estava fisicamente presente no país.

Sistemas tributários territoriais são mais freqüentemente reprimir o uso de empresas offshore, então você deve trabalhar com um profissional de imposto para garantir que você está cumprindo as obrigações fiscais legais se você pretende ganhar renda enquanto residindo em um país de imposto territorial.

Como a tributação baseada em residência afeta os não-cidadão

A tributação territorial afeta com maior frequência não-cidadãos que trabalham ou investem em países com impostos territoriais.

Se você possui um apartamento na Malásia e aluga-o, por exemplo, você precisaria pagar imposto sobre essa renda, e se você ganhasse um salário lá, você pagaria impostos sobre isso também.

No entanto, a beleza dos países com impostos territoriais é que você pode morar no país por períodos substanciais e não pagar impostos, desde que não trabalhe muito durante a sua visita. Isso os torna uma opção atraente para aqueles que procuram uma segunda residência para evitar o desencadeamento de requisitos de residência em outros países.