Investimentos em Fundos Imobiliários

image_pdfimage_print

Neste artigo, estão alguns pontos que sempre devemos ter em mente e observar no que tange a investimentos em fundos imobiliários. É sempre bom lembrar que todo investimento tem risco, ainda mais fundos administrados por terceiros com o controle sobre o seu dinheiro. Os pontos estarão categorizados o que facilita a análise, ainda mais para os mais experientes:

  • Pontos burocráticos importantes
    • Imposto de Renda
      • Alíquota de 20%, independente da operação (day-trade, normal)
      • Sem isenções por valor, ou seja, venda em valores menores que R$20.000 não são isentas. Todas pagam
      • Fator gerador: Lucro na venda de cota (não pode descontar a inflação. É valor absoluto)
      • Base de cálculo: Diferença positiva entre o valor de venda menos o valor de compra, deduzidos os custos operacionais envolvidos
      • Recolhimento: Apurado em período mensal, com pagamento da DARF até o último dia do mês subsequente
      • Rendimento: Para pessoas físicas, há isenção de imposto sobre o rendimento distribuído.
        • Desde que tenha menos de 10% do total de cotas do fundo
        • O fundo seja listado em bolsa
        • E tenha mais de 50 cotistas
  • Sobre inflação
    • Parece que os fundos de tijolos são melhores para blindagem contra a inflação no médio prazo que os fundos de papeis. Estes o recebimento e blindagem parece ser no recebimento. Você recebe.fu
  • Riscos
    • de mercado
    • de liquidez
    • de inadimplência
    • da obra
    • físico do imóvel
    • de concentração da receita
    • do ativo muito específico
    • de vacância
    • do varejo
    • de crédito
  • Principais tipos de atuações (ativos e que compõem os fundos)
    • Lajes corporativas
    • Galpões lojisticos
    • Shoppings centers
    • Educação
    • Hoteis
      • Hospital