Como o estado impede o pobre de ter acesso a um sistema de saúde que funcione | Superando obstáculos

Como o estado impede o pobre de ter acesso a um sistema de saúde que funcione

image_pdfimage_print
  1. Toma muito via imposto do pouco dinheiro que o pobre já tem
    1. Dificulta o pobre a se manter vivo:
      1. Transporte público 52-55% de imposto
      2. 30% mais ou menos sobre luz e água
      3. IPTU no valor aproximado de 1% do valor do imóvel
      4. Altos impostos em cadeia sobre produtos básicos como comida
      5. Encarecimento geral de tudo de subsistencia via altos impostos sobre Diesel/Combustíveis(cerca de 44% de impostos)/Transporte
      6. Burocracia gerais, fazendo o perder horas ou dias de trabalho para resolver inutilidades documentais e de status junto a máfia estatal
  2. Encarecem ou dificultam a existência de um mercado de saúde com livre concorrência e oferta
    1. Burocracia injustificadas em cima de entidades privadas de saúde
    2. Altos impostos em cima de entidades privadas de saúde
    3. Padrões de fiscalização quase impeditivos em ententidades de saúde popular no objetivo de inviabilizar o negócio.
  3. Remédios são encarecidos por várias medidas na cadeia de produção e no fim, ainda um imposto médio acima de 34% em cima de medicamento, afinal, quando vc está doente é onde vc tem mais condição de bancar luxo da elite do pais via imposto.

E pensar que tudo isto é bem pensado e cada vez piorado a cada dia.

Se a miséria acabar, acaba a justificativa dos políticos de existirem com os privilégios que tem. Eis pq se esforçam tanto em ferrar os que na vida buscam crescer.